quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

16 - Renúncia - Emmanuel (1943)

SINOPSE: Neste romance, Emmanuel descreve a existência de Alcíone, Espírito que passa por uma encarnação de renúncias e dedicação a todos que a cercam, demonstrando heroísmo e lealdade, na frívola Paris, ao tempo do reinado de Luís XIV.
Apresenta o sacrifício de amor desse abnegado Espírito que volta à luta terrestre, juntamente com aquele por quem havia intercedido enquanto no Plano Espiritual, propondo-se a ajudá-lo nas provas, expiações e reparações de nova existência na Terra. O grande amor do passado, os acertos e desacertos desse grupo que reencarna em conjunto para novas conquistas espirituais e a dedicação amorosa da doce Alcíone servem de moldura para o desenrolar ágil e envolvente dessa trama, complicada por sentimentos violentos e inescrupulosos, alertando-nos para a ilusão da matéria ante as realidades eternas do Espírito. 
Como um presente ao leitor, Emmanuel oferece o relato de mais uma de suas encarnações no planeta, como Padre Damiano, vigário da igreja de São Vicente, em Ávila, Espanha, além de dados históricos sobre fatos que marcaram o século XVII, incluindo a Inquisição. 

Sabe aquele livro que você tem desde a sua adolescência nas mãos e por ser uma linguagem mais robusta não consegue lê-lo? Então! Este é o livro! Mas..... se arrependimento "matasse".... Esse livro eu o li o ano passado! É um livro simplesmente maravilhoso!!!! É tanta renúncia por parte dessa irmã Alcíone em prol de seu amor que não tem como não chegarmos às lágrimas e não nos sentirmos pequenos diante de sua magnitude de sentimentos, conduta e conhecimento de Jesus!
Ela nos dá lindas lições de entendimento sobre as escrituras sagradas e de como nos portarmos diante das intempéries mais cruéis da vida!
Leiam! Não desistam nos primeiros capítulos, achando-o, como eu achei um dia, maçante! Este livro deve ser lido, digerido e empreendido! É uma lição de como ser cristão, o verdadeiro cristão! (Valéria Knopp)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O tempo do Autoencontro - A necessidade e o papel do deserto em nossas vidas - ROSSANDRO KLINJEY

SINOPSE: Quem em sã consciência convida alguém para uma incursão ao deserto? E quem se arrisca a tal aventura? E se o smartphone ...